terça-feira, 15 de maio de 2012

Apenas O Nada


Simplesmente paro diante todas as minhas redes sociais,inclusive aqui no blog e nesse me pergunto onde foi parar minha vontade de escrever de ler, ou qualquer outra coisa. Hoje tudo que me fazia sentido,não faz mais essa pagina, esses textos escritos no momento de mais desespero ainda nem sei por que escrevendo esse. Tudo que vejo,que sinto,que cheiro, parece não ser mais real. É tudo tão artificial, e tudo tão surreal para mim nesse exato momento queria entender o por que mas não vejo motivos.
Sinto vontade de sentar no cantinho de qualquer ou em baixo de uma arvore e ficar olhando pro nada, sem fazer nada ate o ultimo minuto.
perder horas e horas escrevendo aqui não me importa mais,sabe-se la que ta lendo,pedir tudo que eu dizia ser bom,perdi tudo o que mais queria,perdi ate a mim mesma pois hoje não sei mais quem sou,vejo que mudei tanto mas tanto que próprios amigos não me reconhecem,não vejo sentido nem nas palavras que escrevo aqui sabe por que não vejo sentindo
por que elas estão mais vazias que qualquer outra coisa nesse mundo,estão ocas por dentro sem emoção sem vida assim como eu.
Nem os sons das notas musicais me trazem algo agradável de se ouvir,nada tem mais cor,nada tem brilho nem a própria lua que eu tanto admirava, a beleza das águas que tanto me fascinam,me dão medo
pois nelas vejo meu reflexo de  não a mais nome para se dá ao que vejo diante da água.
O meu silencio doí tanto pois nele to conseguindo ouvir meus maiores gritos
esculto minha própria voz gritando dentro de mim
sinto que estou morta por dentro
meus olhos não dizem mais que eu sou,não indicam vida,tanto faz eu andar
como ficar sentada,tanto faz eu fica como ir embora,tanto faz eu ouvir ou falar
tanto faz o frio ou o calor
tanto faz a dor ou a calmaria 
Mesmo tudo isso mudando eu não consigo mais mudar e volta a ser o que eu era
estou parada aqui
Nem para frente, nem para trás apenas parada no mesmo lugar olhando para o nada,gritando e chorando para o nada...

Nenhum comentário:

Postar um comentário